Conheça os Tipos de Ejaculação Precoce

A ejaculação precoce é classificada dessa forma, como um distúrbio da função sexual, que ocorre muito antes do esperado, por meio de pouco estímulo sexual, de forma recorrente e persistente.

Embora não seja um tema muito abordado, o problema é relativamente comum entre os homens.

Ocorrendo nos primeiros minutos do ato sexual, a ejaculação precoce é ainda pior quando ocorre antes mesmo que haja penetração.

Mas não existe um medidor de tempo para constatar se o homem sofre ou não de ejaculação precoce, o que buscam como norte para ajudar a identificar, é o tempo que o homem espera ejacular, e o tempo que de fato o mesmo aguenta.

Existem 2 tipos de ejaculação precoce, e é muito importante para o homem, conhecer melhor sobre cada um deles, e conseguir identificar em qual grupo o mesmo está inserido.

Ejaculação Precoce: Primária

A ejaculação precoce primária se baseia no grupo de homens que sofrem deste distúrbio desde a adolescência, e até o momento, nunca foram capazes de experimentar relações sexuais completamente satisfatórias para si e suas parceiras.

Destaca-se como a principal causa da ejaculação precoce primária os maus hábitos adquiridos desde a adolescência como a pressa em ejacular por medo de ser pego, ansiedade em atingir o orgasmo, a masturbação feita com receio de ser descoberto, tudo isso em muitos casos devido à falta de privacidade.

Ejaculação Precoce: Secundária

Neste grupo, encontram-se homens que conseguiam controlar a ejaculação por um determinado período de tempo, mas por algum motivo, nem sempre aparente, perderam esse controle em um determinado momento de suas vidas.

Geralmente na ejaculação precoce secundária, o homem passa por essa fase porque sofreu algum choque emocional, estresse ou até mesmo ao longo do período de sua vida sexual, pode ter sofrido inúmeras frustrações.

Sofro de ejaculação precoce, como procurar ajuda?

Procurar um especialista é imortante

Tanto quem sofre de ejaculação precoce primária como secundária precisa de auxílio profissional, e muitas vezes, sente vergonha de recorrer à ajuda médica, por acreditar que se sentirá ainda mais envergonhado em se abrir do que em continuar como está.

Mas quando o homem se prontifica a se cuidar, e procurar ajuda médica e psicológica, quando necessário, é possível que ainda no início do tratamento, o mesmo já consiga identificar a diferença em sua vida amorosa.

Para que o homem consiga desenvolver técnicas de controle é essencial o tratamento direto com o urologista, pois nem sempre, o indivíduo conseguirá resolver toda essa situação, sozinho.

E através de ajuda médica, fica mais fácil obter um auxílio em relação às quais os melhores tipos de exercícios e técnicas que podem ser usadas para que aos poucos possa surgir maior controle.

Lembrando, que nem sempre, o autocontrole está ligado a questões físicas, mas também, emocionais, e levando em consideração esse aspecto, é preciso identificar o nível de ansiedade do paciente e o que tem atrapalhado seu desempenho sexual, se é por algum problema específico, lembrando que a ejaculação precoce mexe com a autoestima do casal, e pode gerar ainda mais conflitos.

Concluindo

Uma boa dica é se abrir com sua companheira, fazendo com que ela entenda o que você tem passado, e entendendo a importância de lhe ajudar nesse momento.

Com a harmonia encontrada entre o casal, se torna mais fácil superar qualquer dificuldade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *